18 março 2008

0041 - Exposição internacional


(Recipiente campaniforme proveniente da Fraga da Pena)
Dia 29 de Abril inaugura em Torres Vedras uma exposição internacional sobre o fenómeno campaniforme na Europa, onde estarão representados os principais sítios arqueológicos portugueses em que esta cerâmica ocorre. Posters sobre toda a Europa serão apresentados e um colóquio internacional decorrerá associado à inauguração da exposição, que estará patente ao público até 31 de Agosto.
A Fraga da Pena será um dos "personagens" com maior destaque, estando representada por quatro vasos, imagens em posters dedicados à Beira Alta e a Portugal e um texto específico no catálogo.
De facto, a Fraga da Pena é o contexto arqueológico actualmente conhecido em toda a Beira Alta que mais evidências de recipientes campaniformes forneceu, destacando-se como um dos sítios mais importantes para o estudo deste fenómeno na região e até a nível peninsular. Daí o merecido destaque que terá nesta exposição internacional.
O campaniforme é um fenómeno caracterizado por um tipo específico de cerâmicas em forma de câmpanula invertida (sinos invertidos), com decoraçoes muito padronizadas. Este tipo de cerâmicas circularam e expandiram-se por toda a Europa Ocidental e Norte de África entre meados do 3º / inícios do 2º milénio AC, ou seja há cerca de 4500 / 4000, durante a Idade do Cobre (Calcolítico) / princípio da Idade do Bronze. Trata-se de um fenómeno de padronização de recipientes cerâmicos, normalmente interpretados como bens de prestígio. A sua presença na Fraga da Pena revela que a região estava integrada nas redes de circulação transregional das ideias e dos valores associados a estes objectos que, mesmo sendo na maioria produções locais (como os estudos arqueometricos das pastas cerâmicas já demosntraram), não deixam de reflectir uma estética e um simbolismo de expressão continental.

1 comentário:

al cardoso disse...

Sem duvida nenhuma devido ao "descobrimento" e estudo, da Fraga da Pena pelo Dr. Valera, arqueologicamente ficou muito mais rica esta regiao e concelho de Fornos d'Algodres especialmente. Parabens!

Um abraco dalgodrense.